Queremos acordo de dois anos para tranquilizar os trabalhadores